Intermediários financeiros têm até hoje para manifestar interesse em cofinanciar empresa

O prazo para os intermediários financeiros manifestarem interesse em canalizar fundos europeus e cofinanciarem empresas termina hoje, segundo estipulou a Instituição Financeira do Desenvolvimento (IFD).

Em 2014, Bruxelas aprovou a criação e capitalização da IFD – habitualmente chamada de Banco de Fomento – e, em agosto do ano passado, alterou os estatutos desta instituição financeira, dando-lhe novos poderes para apoiar as pequenas e médias empresas nacionais, com o objetivo de colmatar as insuficiências de financiamento do mercado.

A utilização dos montantes em causa destina-se ao financiamento de subprojetos desenvolvidos pelas empresas, que serão cofinanciados pelos intermediários financeiros, nos quais se incluem bancos, caixas económicas e a Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, mediante a canalização dos fundos obtidos pelo designado Banco de Fomento.

Fonte: Sic Notícias

Preencha os dados abaixo para candidatar-se a Intermediários financeiros têm até hoje para manifestar interesse em cofinanciar empresa

Para candidatura às vagas disponíveis torna-se necessário enviar o Curriculum Vitae para o e-mail recrutamento@ifd.pt, indicando o cargo a que se candidatam no campo do assunto, até ao próximo dia 25 de agosto de 2019.

Ao submeter a candidatura está a autorizar que a IFD proceda ao tratamento dos dados pessoais nos termos da presente candidatura e da legislação em vigor.

Os dados pessoais recolhidos pela IFD, S.A. serão tratados de acordo com as normas regulamentares e legais em vigor.

A IFD, S.A. obriga-se ao cumprimento da sua política de privacidade, em conformidade com as obrigações do Regulamento 2016/679/UE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de abril de 2016 (RGPD), relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados.

Neste sentido, a IFD S.A. procura garantir que os seus procedimentos internos estão em conformidade com as obrigações legais do RGPD e que os Dados Pessoais dos seus colaboradores, clientes, fornecedores ou prestadores de serviços, e de quaisquer outros titulares cujos dados pessoais a IFD S.A. trate no âmbito da sua atividade, sejam tratados de acordo com as normas regulamentares e legais em vigor e conservados em segurança

voltar